segunda-feira, 18 de março de 2019

A esperança de salvação se avizinha

Sonho de São João Bosco
Sonho de São João Bosco
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






Como pudemos expor em post anteriores, o bem-aventurado Palau contemplava com horror o horizonte de caos e de avançada infernal que se avolumava sobre a terra e sobre a Igreja.

Entretanto, previa cheio de fé a vitória do catolicismo e da cristandade.

Como isso poderia acontecer? Não é uma contradição?

Sem dúvida, respondia, aconteceria por uma intervenção do poder de Deus.

Após muito raciocinar sobre os modos de Deus fazer grandes intervenções na História como nos refere a Bíblia, ele chegou à conclusão de que Deus apelaria a um instrumento humano para restaurar todas as coisas.

Aliás, isso aconteceu muitas vezes no Antigo e no Novo Testamento, notadamente por mão de profetas.

Ninguém, observava o carmelita dotado de dons proféticos, está aguardando esse personagem.

Mas ele virá enviado por Deus e terá uma dimensão nos planos históricos divinos que poderia ser comparável à de Moisés libertando o povo eleito da escravidão dos egípcios pagãos.

O beato voltou muitas e muitas vezes ao tema. Eis alguns textos característicos de seu pensamento profético a respeito:


Restaurará Deus a sociedade humana? Sim: e há de ser logo. Como? Quando?

“Para a restauração da sociedade atual, isto é o que infalivelmente há de suceder.

a sociedade moderna cai, se liquefaz, se dissolve, morre, perecerá.

Deus e seu Cristo lançado fora do Estado, sairá como leão das covas, dos desertos e das catacumbas, ostentará a onipotência de seu braço, e aniquilará todo o poder dos poderosos. (...)

“O mundo será redimido uma segunda vez, porque Satanás que é seu verdadeiro tirano outra vez será solto, e livre porá as nações sob seu domínio cruel e despótico; e será redimido uma segunda vez sob a forma que o foi na primeira. (...)

“Quando será isto?

“Morto Jesus na Cruz, o orbe inteiro anunciou a Redenção na queda do tirano.

“O sol se cobriu de trevas, e essas cobriram a face da terra.

“As pedras se partiram chocando umas contra as outras em terremoto universal, abriram-se os sepulcros, a natureza deu testemunho da verdade.

O dia, a hora em que outra vez fique preso o tirano, e seja precipitado no abismo, a liberdade das nações será proclamada à voz do Arcanjo, com a trombeta de Deus, e a lei do Evangelho.

“Será à mesma época anunciada por uma voz, caindo prostrados e rendidos ante o trono de onde procede a voz, os povos dirão horripilados:

Senhor, não nos gritai mais, falai pela boca de nossos apóstolos ministros de vossa palavra”.

“Naquele dia a voz dos profetas abrirá a terra. O inferno tragará vivos os apóstolos da mentira à vista dos povos, como tragou Datan, Coré, Abiron sob as ordens de Moisés.

“Naquele dia os profetas enviados por Deus para a Redenção das nações, rechaçarão a força bruta do homem com a força divina.

“Pela sua voz baixará fogo do céu, à vista dos povos.

Reduzirá a cinzas ao poderoso que tente impedir sua missão.

“Assim lutará a força bruta do homem contra a força de Deus, e essa contra aquela”.

(“El Ermitaño”, Ano III, nº 148, 7 de Setembro de 1871)


Cristo em Majestade no Juízo Final. Fra Angelico, (1395 - 1455). Catedral de Orvieto, Itália
Cristo em Majestade no Juízo Final. Fra Angelico, (1395 - 1455). Catedral de Orvieto, Itália
“...Que nos disse Deus sobre o futuro da sociedade humana?...

“Tudo se reduz aos artigos seguintes:

Primeiro: a formação de um império universal, o império do mal, o triunfo de satanás no terreno da força política e material.

Segundo: a volta do Gólgota e da Palestina ao domínio dos católicos, e com a conversão a Deus destas tribos, a entrada em plenitude de todas as nações na Igreja com todos os reis que agora nos recusam.

Terceiro: a destruição total e completa do império de satanás e dos poderes políticos que agora nos combatem pela ação imediata de Deus.

Quarto: a conversão a Deus e à Igreja de todas as nações, e de seus reis, a vinda ao mundo de um restaurador com a missão de Moisés, “restituet omnia”, à frente de uma ordem de apóstolos, os novíssimos, que a Providência tem preparados para a última hora.

Quinto: satanás desencadeado combatendo a Cristo e a sua Igreja à frente de todos os poderes políticos e materiais da Terra, sua prisão e encadeamento e em sua prisão a ruína de seu império, do império da maldade.

“...Para este dia, que anunciaremos com segurança como político se não tivéssemos a revelação, a Providência nos tem prometido um grande profeta, o Moisés da lei da graça e o choque será horrendo.

Este dia terrível está perto, está próximo, o anunciam próximo os sucessos extraordinários que vemos”.

(“El Ermitaño”, Ano III, nº 95, 1º de Setembro de 1870)


Vídeo: Beato Palau: Deus virá logo restaurar a sociedade humana





Um comentário: