quinta-feira, 14 de novembro de 2019

A advertência não atendida de Nossa Senhora de Akita
e os terremotos no Japão e na Igreja


Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs

English
Español

Em 1973, Nossa Senhora se manifestou no Japão à Irmã Agnes Katsuko Sasagawa, que então tinha 42 anos de idade, no convento das Servas da Ssma. Eucaristia na localidade de Yuzawadai, perto de Akita, província de Tohoku.

Quer dizer na região mais atingida pelo terremoto que acaba de causar formidáveis danos no Japão.

Akita fica na mesma latitude do epicentro do colossal abalo sísmico, porém do lado ocidental da ilha, a uma distância de 150 kms de Sendai, a cidade mais atingida, e que fica do outro lado do arquipélago do Sol Nascente.

As fotos das pavorosas ruínas da cidade de Sendai e vizinhanças estão em todos os jornais, TVs e em sites da Internet.


Akita foi atingida pelo terremoto, mas não pelo devastador tsunami. O santuário de Akita não sofreu danos relevantes.

O terremoto e o tsunami trouxeram de volta à memória as solenes advertências de Nossa Senhora ao clero e ao mundo em 1973.

Desde aquela data, a imagem de Nossa Senhora chorou lágrimas, segundo testemunhas, mais de uma centena de vezes e verteu sangue em outras ocasiões.

O fenômeno místico foi analisado pela hierarquia eclesiástica.

Igreja de Nossa Senhora de Akita, Yuzawadai, Sendai
Em abril de 1984, Mons. João Shojiro Ito, Bispo de Niihata, diocese de Akita, após anos de exaustiva investigação, declarou que os acontecimentos de Akita são de origem sobrenatural e autorizou para a diocese inteira a veneração da Santa Mãe de Deus de Akita.

Em junho de 1988, o Cardeal Ratzinger, Prefeito da Congregação da Doutrina da Fé ‒ depois Bento XVI ‒, deu julgamento definitivo sobre os acontecimentos e mensagens de Akita e os declarou dignos e merecedores de fé.

O mesmo Cardeal Ratzinger  segundo publicou a revista italiana Jesus em 11 de novembro de 1984, comentou que as mensagens de Fátima e de Akita são “essencialmente a mesma”.

As concordâncias com a mensagem completa de La Salette também de tal maneira são evidentes para os leitores deste blog que também nos sentimos dispensados de fazer qualquer paralelismo.

Aqueles que lembram as gravíssimas advertências de Nossa Senhora no Japão e, sugestivamente, na região hoje sinistrada, ficaram impressionados pela similitude do profetizado em 1973 com o hoje acontecido.

Nossa Senhora de Akita
Mais ainda, ficaram estarrecidos com o que pode vir.

Porque Nossa Senhora preanunciou em Akita castigos ainda mais terríveis do que este enorme terremoto, se o clero católico e o mundo não se arrependiam e mudavam de vida.

Nossa Senhora não foi ouvida, é doloroso constatá-lo.

Mais ainda, sua maternal intervenção foi esquecida.

Este é um momento extraordinariamente oportuno para voltarmos para ela e lhe dar a atenção e obediência que merece, com toda a confiança posta na inesgotável misericórdia da Mãe de Deus.

Mas, o que disse e o que pediu Nossa Senhora em Akita?

O jornal “The Wanderer”, em 17 de fevereiro de 1994, publicou exaustiva matéria baseada no “Official Akita Book” (“O livro oficial de Akita”), de autoria do Pe. Teiji Yasuda, O.S.V.

É dali que extraímos a seguinte matéria de tal maneira eloquente que qualquer comentário pode parecer supérfluo.

Uma das mensagens mais impressionantes de Nossa Senhora de Akita foi feita a 13 de outubro de 1973.

Nela, a Santíssima Virgem afirmou:

“Se os homens não se arrependerem e não melhorarem, o Pai infligirá um terrível castigo para a humanidade. Será uma punição maior do que o dilúvio, nunca vista antes.

Fogo cairá do céu e destruirá grande parte da humanidade, tanto os bons quanto os maus, não poupando nem sequer aos sacerdotes ou fiéis.

“Os sobreviventes se acharão de tal maneira desolados que terão inveja dos mortos.

“As únicas armas que restarão serão o Rosário e o Sinal deixado pelo meu Filho. Todo dia recite as orações do Rosário. Com o Rosário, reze pelo Papa, pelos bispos e padres.

A obra do demônio se infiltrará até mesmo dentro da Igreja de tal modo que veremos Cardeais se opondo a Cardeais, bispos contra bispos.

Os padres que Me veneram serão escarnecidos, menosprezados e combatidos pelos seus confrades (outros padres).

Igrejas e altares serão pilhados.

A Igreja estará cheia daqueles que aceitam compromissos e o demônio afligirá muitos padres e almas consagradas a deixarem o serviço do Senhor.

“O demônio será particularmente implacável contra as almas consagradas a Deus.

“A ideia da perda de tantas almas é a causa de minha tristeza.

“Se os pecados aumentarem em número e gravidade, em breve não haverá perdão para eles.

“Reze muito as orações do Rosário.

“Só eu poderei salvá-los das calamidades que se aproximam.

Aqueles que colocam sua confiança em Mim serão salvos”.

Vídeo: A Irmã Agnes Sasagawa transmite a mensagem de Akita




Vídeo: A Irmã Agnes Sasagawa transmite a mensagem de Akita (inglês)




segunda-feira, 11 de novembro de 2019

A destruição de grandes cidades pecadoras como Paris

Grande incêndio de Londres, 4 setembro de 1666, anônimo. Yale Center for British Art
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs





continuação do post anterior: A abominação nos lugares santos. Prossegue o Segredo




Mélanie foi interrogada pelo engenheiro Benjamin Dausse no dia em que ela entregou o segredo ao bispo de Grenoble para ser enviado ao Beato Pio IX.

Depois de ter pintado o quadro de pecado e maldade dos homens em nossa época histórica, Nossa Senhora passou a mostrar a futura conversão da humanidade:
“Ao primeiro golpe de sua espada fulgurante [refere-se a Deus], as montanhas e a natureza inteira tremerão de espanto, porque as desordens e os crimes dos homens transpassarão a abóbada celeste.

“Paris será queimada, e Marselha engolida [pelas águas].

“Várias grandes cidades serão abaladas e tragadas por tremores de terra. Crer-se-á que tudo está perdido.

“Só se verão homicídios, e se ouvirão apenas ruídos de armas e blasfêmias”.

Sobre a destruição de Paris

A referência à destruição de Paris, capital francesa, obviamente fez sensação.

Nos anos 1847-1848 Mélanie deixou escapar repetidamente o gemido:
“Paris e o Papa! Paris e o Papa! Oh, infeliz Paris!”

Na versão oficial de 1851 a mesma Mélanie escreveu:

“Paris, esta cidade suja de toda espécie de crimes, perecerá infalivelmente”.

Nossa Senhora apareceu chorando com as mãos no rosto.
Imagem em tamanho natural no local da aparição.
O engenheiro Dausse lhe fez ver que em Paris havia muitas pessoas boas e lhe perguntou:

“Certamente Deus é onipotente. Não poderia Ele destruir uma rua, uma casa e salvar a outra que está ao lado?”.

O próprio Dausse registrou a resposta da vidente:

“Mélanie me fez entender que não poderia ser assim em virtude do modo como o fato aconteceria”.

Mélanie confirmou em diferentes ocasiões essa previsão:

“'Que nossas orações não cessem. Senão eu me horrorizo vendo arrancar pelas raízes grandes cidades'”.

Mélanie explicava que Marselha seria engolida pouco tempo depois da destruição da capital, com tremores de terra.

Curiosamente a cidade sofreu grandes inundações no dia 19 de setembro do ano 2000, aniversário do aviso de La Salette.

A revolução da Comuna, devastou inúmeros prédios públicos, igrejas e palácios. Aqui o Ministério das Finanças
A revolução da Comuna devastou inúmeros prédios públicos, igrejas e palácios.
Aqui o Ministério das Finanças. Entretanto, não foi  ainda o castigo anunciado.
Não há notícias de que a cidade tenha levado a sério a providencial advertência.


Profecia de São João Bosco sobre Paris

Na Epifania de 1870, São João Bosco teve um sonho profético em que viu três castigos sucessivos caírem sobre Paris e quatro sobre Roma.

Numa carta entregue ao Beato Pio IX, Dom Bosco comunicou a visão nestes termos:

“Na vigília da Epifania deste ano de 1870, senti desaparecerem todos os objetos materiais do meu quarto e me encontrei na contemplação de coisas sobrenaturais. (...)

“Eis uma ideia do que vi, com a palavra de Deus acomodada à palavra do homem. (...)

“As leis da França já não reconhecem o Criador e o Criador, se dará a conhecer e a visitará três vezes com o açoite do seu furor.

“Na primeira, humilhará sua soberba com derrotas, com o saque, com a destruição de suas colheitas, de seus animais e de seus homens.

“Na segunda, a grande prostituta da Babilônia, aquela que os bons chamam gemendo o prostíbulo da Europa, será privada do seu chefe e tomada pela desordem.

No dia 24 de maio 1871 os comunistas 'communards' fuzilaram o arcebispo de Paris.
Maximin foi alertá-lo da parte de Nossa Senhora, mas o bispo achou improvável.
Numeroso clero foi martirizado.
“Paris... Paris...! Em vez de te armar com o nome do Senhor, tu te rodeias de casas de imoralidade.

“Estas serão destroçadas por ti mesma. Teu ídolo será reduzido a cinzas, para que se cumpra que “mentita est iniquitas sibi” [a iniquidade se enganou a si mesma].

“Teus inimigos te cercarão e te trarão a fome, o terror e a abominação das nações.

“Mas, ai de ti se não reconheceres a mão que te golpeia!

“Quero castigar a imoralidade, o abandono, o desprezo da minha lei, diz o Senhor.

“Na terceira, cairás em mãos estrangeiras.

“Teus inimigos verão de longe teus palácios envoltos em chamas, tuas habitações convertidas num amontoado de ruínas, banhadas com o sangue dos teus valentes, que já não terão vida”.(Apud Biografia y escritos de San Juan Bosco, Biblioteca de Autores Cristianos, Madri, MCMLV, págs. 393-395.

De fato, Paris sofreu enormes destruições em 1871, em decorrência da revolução comunista da Commune, a invasão prussiana e a guerra civil entre comunistas (communards) e republicanos (versaillais).

Palácio real das Tulherias incendiado pelos comunistas acabou sendo demolido
Palácio real das Tulherias incendiado pelos comunistas
e acabou sendo demolido
Também sofreu muito na I Guerra Mundial.

Na II Guerra Mundial Hitler preparou a destruição da capital francesa, mas não chegou a efetivá-la.

Porém, os termos usados por Mélanie na resposta ao engenheiro Dausse – perecerá infalivelmente – excluem uma aplicação do segredo de La Salette a qualquer um desses desastres históricos.

A imoralidade de Paris e – o que é mais grave – os erros que se espalham a partir delas, como os da Revolução Francesa ou os de maio de 1968, continuam hoje sua obra corruptora.

De fato, aludindo à Revolução Francesa e aos iníquos princípios que ela espalhou no mundo, Maximin escreveu na redação de 1851:

“A França corrompeu o universo, um dia será punida.

“A fé se extinguirá na França, três quartas partes da França não praticarão mais a Religião, ou quase nada.

“A outra parte a praticará sem praticá-la bem”. (Apud Laurentin-Corteville, op. cit., p. 47.)

Em carta de 7 de janeiro de 1872, depois das devastações da Comuna de 1871, Maximin esclareceu que o castigo anunciado sobre Paris ainda não tinha chegado.


continua no próximo post:


segunda-feira, 4 de novembro de 2019

A abominação nos lugares santos.
Prossegue o Segredo

Expulsão dos religiosos contemplativos da França, 1903
Governo laicista francês fecha conventos de contemplativos.
Na foto: expulsão dos padres cartuxos, Grenoble
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs





continuação do post anterior: Crise fragmentadora da Igreja. Caos e anarquia universal



Prosseguindo, o segredo de La Salette diz:
“Os governantes civis terão todos um mesmo objetivo, que consistirá em abolir e fazer desaparecer todo princípio religioso para dar lugar ao materialismo, ao ateísmo, ao espiritismo e a toda espécie de vícios.

“No ano 1865 ver-se-á a abominação nos lugares santos.

“Nos conventos as flores da Igreja serão apodrecidas, e o demônio tornar-se-á como que o rei dos corações.

“Que os dirigentes das comunidades religiosas estejam atentos em relação às pessoas que devem receber,

“porque o demônio usará toda sua malícia para introduzir nas ordens religiosas pessoas entregues ao pecado, pois as desordens e o amor aos prazeres carnais estarão espalhados por toda a Terra.

“A França, a Itália, a Espanha e a Inglaterra estarão em guerra.

“O sangue correrá nas ruas, o francês combaterá contra o francês, o italiano contra o italiano.

“A seguir haverá uma guerra geral, que será horrorosa.

“Durante certo tempo Deus não se lembrará mais da França nem da Itália, porque o Evangelho de Jesus Cristo não será mais conhecido.

“Os maus estenderão toda sua malícia. Até nas casas as pessoas matar-se-ão e massacrar-se-ão mutuamente”.
Mélanie com 70 anos de idade
Mélanie na Itália
Os padres Corteville e Laurentin destacam a concordância dessas descrições com o espetáculo desolador da crise que atravessa hoje a Igreja Católica.

Paulo VI chegou a qualificá-la de “processo de autodemolição” (alocução de 7 de dezembro de 1968 aos alunos do Seminário Lombardo).

O mesmo Pontífice também observou que “por alguma fissura tenha penetrado a fumaça de satanás no templo de Deus” (alocução de 29 de junho de 1972).

Prudência nas datas

Quando se completaria esta primeira e grande apostasia e o subsequente castigo universal descrito em linhas gerais tão impressionantes?

Em matéria de profecias particulares, em geral as datas são meramente indicativas ou hipotéticas.

Pois os fatos anunciados não se realizarão de modo inexorável mas estão condicionados à fidelidade ou recusa dos homens.

Por isso Mélanie dizia que “estas coisas acontecerão quando a desordem moral seja completa sobre a terra e o mundo esteja entregue às suas ímpias paixões”, sem avançar datas.


Sobre a “abominação nos lugares santos” veja também:



continua no próximo post: A destruição de grandes cidades pecadoras como Paris


segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Jesus também previu
que o Anticristo usurparia o trono de Roma

Jesus prega aos Apóstolos (Carl Heinrich Bloch 1834 – 1890), Museu Frederiksborg Hillerod, Dinamarca
Jesus prega aos Apóstolos (Carl Heinrich Bloch 1834 – 1890),
Museu Frederiksborg Hillerod, Dinamarca
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




A respeito da mesma temática veja post anterior: Sobre o Anticristo e a frase de Nossa Senhora em La Salette: "Roma perderá a fé"



Recebemos um comentário anônimo ao qual desejamos – como a todos, aliás – responder do modo mais satisfatório que nos seja possível.

A razão do privilégio é que a comentarista apresenta um questão que interessa a fundo a inúmeros leitores.

Apresentamos já a resposta a esta pergunta ao pé do próprio comentário na página do SEGREDO COMPLETO DE LA SALETTE.

Mas o fizemos de modo resumido porque os automatismos virtuais restringem os comentários a um número limitado de caracteres (4.096). Aqui apresentamos nossa resposta completa.

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Sobre o Anticristo e a frase de Nossa Senhora
em La Salette: "Roma perderá a fé"

Pranto de Nossa Senhora em La Salette

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Recebemos de L.M. um e-mail em que destacamos uma preocupação frequente entre nossos leitores e os católicos em geral:
hoje alguns "católicos" usam profecias ou outras teses contra o romano pontífice", um absurdo"!

encontrei o site e gostei bastante, pois além de terem como objetivo pregar a veneração a Santíssima Virgem também levam ao "mundo" as mensagens de nossa senhora.

como vocês "interpretam" a profecia do anti cristo?

o que a Santíssima Virgem quis dizer com Roma perdera sua fé?

e a cátedra de Pedro como vai ficar?

a igreja de Roma vai sumir completamente?

e por favor explique- me a seguinte frase postada no site:

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Crise fragmentadora da Igreja. Caos e anarquia universal – Continua La Salette

Beato Pio IX, foto que perteneceu a Don Bosco
Beato Pio IX, foto que pertenceu a São João Bosco
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs





continuação do post anterior: Falsos prodígios sobre a Terra: auge das punições universais



Prossegue o segredo de La Salette, acenando para horizontes que fazem lembrar as advertências de Nossa Senhora em Fátima:
“O Vigário de meu Filho terá muito que sofrer, porque durante algum tempo a Igreja será entregue a grandes perseguições.

“Será o tempo das trevas, e a Igreja passará por uma crise pavorosa.

“Tendo sido esquecida a santa fé em Deus, cada indivíduo desejará guiar-se por si próprio e ser superior a seus semelhantes. Serão abolidos os poderes civis e eclesiásticos.

“Toda ordem e toda justiça serão calcados aos pés. Não se verá outra coisa senão homicídios, ódio, inveja, mentira e discórdia, sem amor pela pátria e sem amor pela família.


“O Santo Padre sofrerá muito. Eu estarei com ele até o fim, para receber o seu sacrifício.

“Os maus atentarão várias vezes contra sua vida sem poder abreviar seus dias, mas nem ele nem seu sucessor ... verão o triunfo da Igreja de Deus”.

Sonho de São João Bosco sobre um Papa abandonando Roma num contexto trágico

A gravidade destes anúncios é realçada pelas semelhanças com o sonho de São João Bosco, que se parece referir à mesma conjuntura histórica.

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

13 de outubro de 1917: última aparição em Fátima.
O milagre do sol

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Como das outras aparições, os videntes notaram o reflexo de uma luz e, em seguida, Nossa Senhora sobre a carrasqueira:

Lúcia: “Que é que Vossemecê me quer?”

Nossa Senhora: “Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o terço todos os dias. A guerra vai acabar e os militares voltarão em breve para suas casas”.

Lúcia: “Eu tinha muitas coisas para Lhe pedir. Se curava uns doentes e se convertia uns pecadores...”

Nossa Senhora: “Uns sim, outros não (14). É preciso que se emendem, que peçam perdão dos seus pecados”. E tomando um aspecto triste: “Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está muito ofendido” (15).

14. Em carta de 18 de maio de 1941 ao Pe. José Bernardo Gonçalves SJ, a Irmã Lúcia esclarece que, neste ponto, Nossa Senhora disse que concederia algumas dessas graças dentro de um ano, e outras não (cfr. Memórias e Cartas da Irmã Lúcia, p. 442).

15. De Marchi conclui esta aparição da seguinte maneira:

Lúcia: “Não quer mais nada de mim”.
Nossa Senhora: “Não quero mais nada”.
Lúcia: “E eu também não quero mais nada”.
Esse pitoresco colóquio não aparece nas Memórias da Irmã Lúcia. Entretanto, o Pároco de Fátima, em seu interrogatório à vidente logo no dia 16 de outubro, anotou as duas primeiras frases deste diálogo, com pequenas variantes (cfr. Documentação Crítica de Fátima, vol. I, p. 24).

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Falsos prodígios no auge das punições universais

Personagem de Harry Potter
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








continuação do post anterior: La Salette: castigos sobre as nações impenitentes. Concordância com Fátima



Prossegue ainda o segredo de La Salette:
Estátua de Satanás instalada em praça pública dos EUA. O culto da Igreja de Satanás foi reconhecido pela Justiça americana
Estátua de Satanás instalada em praça pública dos EUA.
O culto da Igreja de Satanás foi reconhecido pela Justiça americana
“Que o Papa esteja em alerta contra os fautores de milagres. Pois chegou o tempo em que os prodígios mais inesperados terão lugar sobre a Terra e nos ares.

“No ano de 1864, Lúcifer e um grande número de demônios serão soltos do inferno.

“Eles abolirão a fé pouco a pouco, até nas pessoas consagradas a Deus.

“Eles as cegarão de tal maneira que, salvo uma graça particular, adquirirão o espírito desses maus anjos.

“Várias casas religiosas perderão inteiramente a fé e perderão muitas almas.

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

La Salette e o castigo das nações impenitentes. Concordância com Fátima

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








continuação do post anterior: Pecados dos líderes religiosos e civis excitam a cólera divina



Continuemos com o segredo de La Salette:
“A Itália será punida, pela ambição de querer sacudir o jugo do Senhor dos Senhores.

“Será também entregue à guerra, o sangue correrá por todo lado. As igrejas serão fechadas ou profanadas. Os sacerdotes e os religiosos serão expulsos.

“Serão entregues à morte, e morte cruel. Vários abandonarão a fé, e o número dos sacerdotes e religiosos que se afastarão da verdadeira Religião será grande.

“Entre essas pessoas encontrar-se-ão até bispos”.

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Pecados dos líderes religiosos e civis
excitam a cólera divina

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








continuação do post anterior: Início do Segredo: corrupção do clero atrai a ira divina



Nossa Senhora continuou a revelação do Segredo dizendo:
“Deus vai golpear de modo inaudito. Ai dos habitantes da Terra. Deus vai esgotar sua cólera, e ninguém poderá fugir a tantos males acumulados.

“Os chefes, os condutores do povo de Deus negligenciaram a oração e a penitência. E o demônio obscureceu suas inteligências.

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

173 anos depois: é a ressurreição de La Salette?

Vitral na Basílica de Lourdes
Vitral na Basílica de Lourdes
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Cumprem-se hoje 173 anos do anúncio solene feito por Nossa Senhora em La Salette em 19 de setembro de 1846.

Ela falou de uma grande e terrível purificação que adviria sobre o mundo, se esse antes não se arrependia e fazia penitência.

“Vinde meus filhos, disse Ela, não tenhais medo, estou aqui para vos anunciar uma grande notícia”.

“Se meu povo não quiser se submeter, fico obrigada a deixar o braço de meu Filho golpear: não posso mais segurá-lo”.

Nossa Senhora apontou como mais necessitada de emenda aquela parte do clero que afundava em assustadora decadência moral e periclitava na fé. Dessa parte da qual chovem dolorosamente cada vez mais escândalos:

Os sacerdotes, ministros de meu Filho, pela sua má vida, sua irreverência e impiedade na celebração dos santos mistérios, pelo amor do dinheiro, das honrarias e dos prazeres, tornaram-se cloacas de impureza”.

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Início do Segredo de La Salette:
corrupção do clero atrai a ira divina

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs

















continuação do post anterior: “Morte” e “ressurreição” de La Salette foi profetizada por Mélanie



Dificuldades na transcrição da visão

Maximin e Mélanie foram beneficiados por um privilegiado e manifesto auxílio sobrenatural para serem fiéis a tudo que tinham visto ou ouvido.

Este fato não evitou que a complexidade da visão e as limitadas forças intelectuais dos videntes criassem dificuldades para verter a aparição no papel.

Maximin era pouco hábil em redação. Em 1851 foi necessário que reescrevesse tudo, devido às manchas de tinta do seu escrito. Sua escassez de recursos reflete-se na redação.

O modo como se deu a revelação também contribui para um certo vai e vem na ordem cronológica do relato dos videntes.