quarta-feira, 29 de junho de 2011

O pranto de Nossa Senhora sobre o mundo (1)

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Nosso Senhor amou Jerusalém, a cidade perfeita, alegria do mundo inteiro. Entretanto, pouco antes de Ele ser crucificado, passando perto de suas muralhas, profetizou a sua destruição, que ocorreria como castigo pelo deicídio.

Quarenta anos se passaram sem que aquela profecia se cumprisse. Até que, nos anos 70 da era cristã, a surdez do povo aos apelos e admoestações de Nosso Senhor foi punida pelo exército de Tito, general romano, depois imperador, que invadiu e destruiu Jerusalém, inclusive o Templo, não deixando pedra sobre pedra.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

A despedida. Fim da aparição

La Salette, Nossa Senhora sobe ao Ceu
Após comunicar a parte pública e a parte secreta da mensagem, Nossa Senhora andou para frente, passou ao lado dos dois e subiu uma ondulação de terreno sem olhar para eles. Eles correram atrás.

Os pés de Nossa Senhora apenas tocavam a fímbria das ervas, sem as dobrar. Tendo atingido o topo, Ela se deteve olhando com terna bondade os videntes. E começou a se elevar insensivelmente até a altura de um metro. Ficou ali apenas um instante, suficiente para olhar o céu, a terra, à sua direita e à sua esquerda.

Depois voltou-se para as crianças, pousou nelas seus olhos “tão doces, tão amáveis e tão bons, que julguei que ela me atrairia até seu interior, e parecia que meu coração se abria ao d’Ela”, afirmou Mélanie.

E num derradeiro adeus, Nossa Senhora voltou a dizer-lhes:

– “Pois bem, meus filhos, vós o fareis passar a todo o meu povo”.

La Salette, a despedidaAssim que acabou de pronunciar estas palavras, a luz que a rodeava tornou-se mais intensa, e foi pouco a pouco envolvendo e ocultando seu corpo virginal.

A luz formou uma espécie de globo, que diminuía à medida que subia. Ascendeu suavemente em direção à direita e desapareceu do horizonte visual das crianças amadas.

Os dois ficaram ainda olhando longamente para o céu. Quando caíram em si, voltaram-se um para o outro.

Não conseguiam pronunciar uma só palavra. Ora olhavam para o céu, ora para o chão ou em torno de si, para ver se ainda discerniam a bela dama. Nossa Senhora tinha partido.

Mélanie rompeu o silêncio:

– Deve ter sido, Mémin, o bom Deus ou a Santa Virgem de meu pai, ou talvez alguma grande santa.

– Ah, respondeu Maximin, se eu tivesse sabido, eu lhe teria pedido para me levar com Ela para o Céu.

Foi a única aparição de La Salette, e nela está tudo contido.

O sol começou a descer. As vacas pastavam tranqüilas. Mélanie quebrou seu bordão em dois e fez uma cruz, que enfiou no exato lugar onde Nossa Senhora esteve.

Mélanie e Maximin voltaram primeiro às casas dos seus patrões. Ali contaram tudo, menos o segredo, é claro. Os piedosos patrões ficaram comovidos e levaram os dois para ver o pároco de La Salette.

Na hora de falar com o sacerdote, Mélanie ficou surpresa, pois estava falando em francês, língua que antes da aparição ela não dominava.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Em meio à tragédia, a cruz incólume de Joplin simboliza o triunfo vindouro da Fé

O tornado chegando a Joplin, Missouri, EUA
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Sobre a cidade de Joplin, no Estado de Missouri ‒ EUA, soprou o mais devastador tornado da história na noite de 22 de maio.

A base do tornado tinha uma largura de quase um quilômetro e avançou seis quilômetros, ceifando pelo menos 132 vidas.

Centenas de pessoas ainda estão desaparecidas enquanto escrevemos. Quase todos os edifícios em seu caminho ficaram em total ruína.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

A parte pública da mensagem


Maximin conta que Nossa Senhora continuou, dizendo:
– Se eles se converterem, as pedras dos rochedos transformar-se-ão em trigo e as batatas serão encontradas já plantadas na terra.

Depois Ela nos perguntou:
– Meus filhos, vocês fazem bem as orações?

Nós dois respondemos:

– Não, minha senhora, não muito.

– Ah, meus filhos, é preciso rezá-las direito no fim do dia e pela manhã. Quando não tiverem tempo, rezem só um Pai Nosso e uma Ave-Maria. Quando tiverem tempo, é preciso rezar mais ainda. Só vão algumas mulheres idosas à missa, as outras trabalham o verão todo e vão à missa no inverno, mas só para não levar a sério a Religião. Na Quaresma eles vão ao açougue como cães.