terça-feira, 14 de maio de 2019

Nossa Senhora tenta sustar o braço de Nosso Senhor

La Salette, Nossa Senhora ficou em pé e falou

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








continuação do post anterior: As lágrimas de Nossa Senhora em La Salette





Os videntes desceram logo a pouca distância que os separava da Dama.

Ao mesmo tempo Nossa Senhora se pôs em pé e deu alguns passos em direção às crianças.

Ela pairava uns 10 centímetros acima da relva, e começou dizendo:
“Vinde meus filhos, não tenhais medo, estou aqui para vos anunciar uma grande notícia.

“Se meu povo não quiser se submeter, fico obrigada a deixar o braço de meu Filho golpear.

“Ele é tão pesado e tão grave, que não posso mais segurá-lo.

“Há muito que sofro por vossa causa. Se quero que meu Filho não vos abandone, estou obrigada a rezar a Ele sem cessar, por vossa causa.

Mas vós não fazeis caso. Eu vos dei seis dias para trabalhar e reservei para mim o sétimo. Porém não o quereis consagrar-me. É isso que torna tão pesado o braço de meu Filho”.

Sinal da veracidade da visão: as colheitas se estragarão

Nossa Senhora em La Salette deu uma prova para constatar a autenticidade da aparição e da seriedade de seus anúncios:

“Também os carreteiros – continuou Nossa Senhora – não sabem fazer outra coisa senão blasfemar envolvendo o nome do meu Filho. São duas coisas que tornam tão pesado o seu braço.

As colheitas acabaram se estragando: sinal que dera Nossa Senhora para provar a veracidade da aparição
As colheitas acabaram se estragando: sinal que dera Nossa Senhora para provar a veracidade da aparição
“Se a colheita se estragar, será por vossa causa. Eu vos fiz ver isso no ano passado com as batatas. Mas vós não tendes prestado atenção.

“Pelo contrário, quando as encontrais estragadas, jurais e blasfemais o nome de meu Filho.

“Elas vão continuar a se estragar, até que no Natal já não as haverá mais”.

Nestas palavras Nossa Senhora se referia a acontecimentos conhecidos pelas crianças.

De fato, na região e na França houvera uma quebra de safra, que até serviu de pretexto para motins populares.

Nossa Senhora esclarecia aos videntes que a verdadeira causa dessa desgraça eram dois pecados especiais.

Em primeiro lugar, a violação do mandamento que manda repousar e não trabalhar aos domingos.

Em segundo lugar, pelo vício generalizado da blasfêmia. E se os homens não cessassem essas ofensas, a situação continuaria piorando até o fim do ano.


continua no próximo post: Nossa Senhora mudou de idioma para ser melhor entendida pelos videntes


Nenhum comentário:

Postar um comentário