segunda-feira, 7 de junho de 2021

Os Apóstolos dos Últimos Tempos
escravos da Virgem e instrumentos da vitória

Bom Sucesso sobre triunfo de Cristo, Gustave Doré (1832 — 1883), The Joey and Tobey Tanenbaum Collection
Bom Sucesso sobre triunfo de Cristo,
Gustave Doré (1832 — 1883),
The Joey and Tobey Tanenbaum Collection
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs







Continuação do post anterior: Nossa Senhora “desplomará” o poder de Satanás



Almas especialmente chamadas


Para o esmagamento do demônio e de seus sequazes, Nossa Senhora quer utilizar em seu serviço instrumentos humanos totalmente consagrados a Ela.

Ela os descreve com estas palavras:

“Para libertar da escravidão destas heresias, aqueles a quem o amor misericordioso de meu Filho Santíssimo destinará para esta restauração necessitam de grandes forças, constância, valor, muita confiança em Deus”.

Aqui aparece insinuada a ideia de pessoas que serão especialmente chamadas para a tarefa de luta contra a revolução e que receberão para isso graças sobrenaturais especiais: “aqueles a quem destinar, terão graças especiais”.
Haverá, portanto, um filão de almas chamado a um sacrifício combativo que receberá auxílios do Céu para em primer lugar libertar os povos da escravidão das heresias, e em segundo lugar para instaurar algo de novo.

Muitos santos com luzes proféticas, em épocas diversas, viram misticamente esses santos futuros.

A grande Santa Teresa de Ávila escreveu o que viu a este respeito no “Livro da Vida”, (editora BAC, capítulo 40, nº 12, págs. 186-187):

“12. Foi-me então dado a entender o grande proveito que produziria uma ordem nos derradeiros tempos e a fortaleza com que os seus membros haveriam de sustentar a fé”.

“13. (...) apareceu diante de mim um santo cuja Ordem esteve algo decaída. Tinha nas mãos um livro grande; abriu-o e me disse que lesse umas letras que eram grandes e muito legíveis, e diziam assim: “Nos tempos vindouros florescerá esta Ordem; haverá muitos mártires”.

“14. Numa outra vez, estando nas Matinas no coro, se apresentaram e se puseram diante de mim seis ou sete, me parece que seriam dessa mesma Ordem, com espadas nas mãos.

“Acredito que isso dava a entender que vão defender a fé; porque outra vez, estando em oração, meu espírito foi arrebatado e me pareceu estar num grande campo onde combatiam muitos, e estes dessa Ordem pelejavam com grande fervor.

“Tinham os rostos formosos e muitos acessos, e deitavam muitos por terra derrotados, e a outros matavam. Me parecia que esta batalha era contra os hereges.”

“15. (...) Ditosas as vidas que nisto se extinguirem!”
Deles também fala o grande doutor mariano São Luis Maria Grignion de Montfort em seu célebre Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem.

E nos diz:

“Estas grandes almas, cheias de graça e de zelo, serão escolhidas em contraposição aos inimigos de Deus a borbulhar em todos os cantos, e elas serão especialmente devotas da Santíssima Virgem, esclarecidas por sua luz, alimentadas de seu leite, conduzidas por seu espírito, sustentadas por seu braço e guardadas sob sua proteção, de tal modo que combaterão com uma das mãos e edificarão com a outra (cf. Ne 4, 17).

“Com a direita combaterão, derrubarão, esmagarão os hereges com suas heresias, os cismáticos com seus cismas, os idólatras com suas idolatrias, e os ímpios com suas impiedades; e com a esquerda edificarão o templo do verdadeiro Salomão e a cidade mística de Deus, isto é, a Santíssima Virgem que os Santos Padres chamam ‘o templo de Salomão’ e ‘a cidade de Deus’.

“Por suas palavras e por seu exemplo, arrastarão todo o mundo à verdadeira devoção e isto lhes há de atrair inimigos sem conta, mas também vitórias inumeráveis e glória para o único Deus”. Comentários ao Tratado da Verdadeira Devoção, por Plinio Corrêa de Oliveira

Nossa Senhora em La Salette também manifestou estarmos na iminência da vinda dos Apóstolos dos Últimos Tempos que Ela convoca para a batalha final.

Para não desviarmos muito de nosso tema central, não citaremos outras profecias sobre o tema que temos abordado muito em nosso blog.

O leitor interessado pode encontrar muitas matérias neste link.

Virtude que os distinguirá: enfrentar o risco


Essas almas que lutarão sob o comando de Nossa Senhora do Bom Sucesso contra os demônios e seus sequazes revolucionários terão diante de si uma tarefa colossal, cheia de sofrimentos.

Nossa Senhora o disse à Madre Mariana:

“O amor misericordioso de meu Filho Santíssimo, para pôr à prova nos justos esta fé e confiança, chegará momentos nos quais ao parecer [que] tudo estará perdido e paralisado, então será feliz princípio da restauração completa”.
As profecias não fornecem nomes próprios. Mas com frequência descrevem aos profetizados transmitindo notas de sua personalidade que podem ajudar a identifica-los.

Virtudes características destes chamados a lutar de modo especial serão a força de vontade e a constância.

A constância é uma particular excelência da força de vontade por onde ela é durável.

Legião celeste, Guariento di Arpo (1310-1320 - 1368-1370)
Legião celeste, Guariento di Arpo (1310-1320 - 1368-1370)
A força de vontade pode se manifestar em apenas um momento mais ou menos breve, mas a constância é durável. E a força de vontade que não arreda é a coragem.

A coragem pede uma deliberação: a de se expor a risco.

Mas esses Apóstolos vindouros não só terão força de vontade, constância e coragem, segundo a Virgem, mas precisarão de muita confiança em Deus.

O adversário diabólico tem uma conduta sinuosa, a toda hora está montando novas insídias. A gente toca para a frente e ele vem por trás; parece que se acalmou mas está aprontando um redemoinho.

Na luta contra esse adversário, Deus quer provar a fé e a confiança, para com tormentos tão singulares reparar os insultos das heresias que estarão invadindo o mundo.

A fé requerida não será nas nuvens, mas concreta: que consiste em julgar as coisas práticas segundo os dados da fé.

Almas com uma Fé que move as montanhas serão as pedras angulares do reino baseado na verdadeira Fé Católica, Apostólica, Romana, que Nossa Senhora do Bom Sucesso implantará.

Restauração final pela intervenção de Deus


Nossa Senhora fala paradoxalmente de que o momento em que tudo parecerá perdido e afundado no mal será o “feliz princípio da restauração completa”.

Essa “restauração completa” só pode ser fruto da intervenção de Deus. E está ligada à vinda desse prelado de que falou e que poderia ser apressada por alguns fatores e atrasada por outros.

O fator que apressa por excelência é a oração de almas muito fervorosas acrescida de sacrifícios e mortificações.

Em sentido oposto, as almas tíbias, por exemplo nas casas religiosas, adiam a vinda deste prelado.

Coroação de Nossa Senhora, Fra Angelico  (1395 – 1455) Galeria degli Uffizi, Florença,
Coroação de Nossa Senhora, Fra Angelico  (1395 – 1455)
Galeria degli Uffizi, Florença,

Há, portanto, uma disputa espiritual entre almas fervorosas e almas tíbias para apressar ou retardar a vinda dos Apóstolos dos Últimos Tempos.

E Nossa Senhora pede à Madre Mariana que sofra pela vinda deles antes de morrer e que incite às suas religiosas a fazerem o mesmo.

No fim da revelação profética de Nossa Senhora manifestou ser “vontade de meu Filho Santíssimo que tu mandes esculpir uma estátua minha tal como me vês e a coloques encima da Cadeira da Superiora para desde ali governar meu mosteiro”.

A Madre disse não entender de medidas e Nossa Senhora quis com empenho que medisse a altura dEla com seu próprio cordão.

O gesto não terá também um sentido simbólico?

Medir a Nossa Senhora em toda a sua grandeza, em termos espirituais nos remete à perfeita devoção de São Luiz Maria Grignion de Montfort.

Nela a grandeza de Nossa Senhora aparece em toda sua dimensão e nos atrai poderosamente a nos fazemos escravos de amor dEla.

Acresce que durante o trabalho de escultura da madeira Nossa Senhora apareceu e entrou dentro da imagem e depois saiu. Deixou assim a impressão de que há uma impregnação especial do espírito da Mãe de Deus.

Assim, nessa aparição profética se contém muitas coisas bonitas e simbólicas que esclarecem os conflitos contemporâneos.


FIM da série

Um comentário:

  1. Eu pensava que os Apóstolos dos Últimos Tempos seriam os Franciscanos da Imaculada, mas, depois da intervenção de Francisco na Ordem, não sei mais quem poderá ser. E, para piorar, as Ordens tradicionalistas estão sendo perseguidas...

    ResponderExcluir