terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Blasfêmias contra Nossa Senhora Aparecida e de Fátima,
ecumenismo e abraços aos herdeiros de Lutero e Lenine

Católicos clamam para que Nossa Senhora não seja vilipendiada, mas responsáveis religiosos de Aparecida fazem ouvidos surdos
Católicos clamam pela blasfêmia contra Nossa Senhora no Carnaval,
mas cardeais e bispos de Aparecida e São Paulo tentam justificar a ofensa.
Em La Salette, Nossa Senhora chorou porque: “o número dos sacerdotes e religiosos
que se afastarão da verdadeira Religião será grande. Entre essas pessoas encontrar-se-ão até bispos”.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Em 2017 se comemora o centenário das aparições de Nossa Senhora em Fátima. E também o terceiro centenário do miraculoso achado de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, no rio Paraíba, na segunda quinzena de outubro de 1717.

Em sentido oposto, também se completam outros dois centenários de eclosões que podem ser tidas como geradas nos abismos infernais:

1) O início da revolta de Lutero em 1517 (em 31 de outubro de 1517 ele afixou na porta da igreja do castelo de Wittenberg as 95 teses que continham os postulados de sua insurreição);

2) A revolução comunista chefiada por Lenine na Rússia em 25 de outubro de 1917 (7 de novembro pelo calendário gregoriano).



Dois centenários de eventos vindos do Céu e dois de catástrofes inspiradas pelo inferno.

É compreensível que os inimigos da Igreja tentem abafar os centenários de Nossa Senhora e queiram promover os das revoltas geradoras dos males que hoje flagelam o mundo sob diversas formas.

Esse “choque dos centenários” se faz sentir sensivelmente a respeito de Fátima, pois coincide com o centenário da revolução bolchevique, herdeira da revolução protestante.

E em Fátima Nossa Senhora apontou para a profunda relação entre as desgraças que Ela queria evitar para o mundo e os acontecimentos nefastos que nesse ano se deram na Rússia.

Se o mundo não fizesse penitência, disse a Santíssima Virgem, a Rússia espalharia seus erros pelo mundo e seria o flagelo com que Deus castigaria a Igreja e a humanidade.

Por isso, em Fátima Nossa Senhora veio pedir a consagração da Rússia a seu Imaculado Coração em condições muito precisas, até agora não preenchidas por nenhuma consagração oficial.

Mas prometeu também que no fim se verificaria o esplendoroso triunfo de seu Imaculado Coração com a conversão da Rússia e a instalação da paz de Cristo no mundo.

Enquanto os católicos brasileiros comemoram o 3º centenário de Nossa Senhora Aparecida, os protesantes rememoram a revolta de Lutero que ateou pavoroso incêndio de imoralidade e irreligião e que visa arrancar o Brasil da proteção materna de Nossa senhora Aparecida.
Enquanto os católicos brasileiros comemoram o 3º centenário de Nossa Senhora Aparecida,
os protesantes rememoram o V centenário da revolta de Lutero que ateou pavoroso incêndio de imoralidade e irreligião
e que visa arrancar o Brasil da proteção materna de Nossa Senhora Aparecida.
Neste “choque dos centenários” há, portanto, uma vitória anunciada do Céu, não sem antes o mundo passar por imensas purificações.

A revolta do inferno contra o grandioso triunfo prometido por Nossa Senhora se patenteou no ímpio manifesto intitulado Contra a Credibilização do “Milagre” de Fátima.

Ele está recolhendo assinaturas via Internet pedindo ao Papa Francisco que desmoralize e/ou desminta as aparições de Nossa Senhora, de preferência no dia em que ele visitar o Santuário em Portugal.

A visita está anunciada para os dias 12 e 13 de maio de 2017.

O abaixo-assinado é promovido por um reduzido grupo de professores céticos que se vangloriam de contar entre eles com um sacerdote, além de antropólogos e personalidades da sociedade civil.

Da última vez que conferimos o site, o número de adesões era diminuto: 851, crescendo muito lentamente.

O abaixo-assinado visa não imediatamente a Igreja Católica, mas a difusão da Mensagem de Fátima.

“O milagre é um embuste, uma farsa, uma má encenação que dura cem anos, tempo suficiente para ter desmascarado o que hoje em dia é um negócio”, declarou um porta-voz da petição, o músico Pedro Barroso à agência Lusa, citada pelo jornal espanhol “El País”.

Os signatários chegam a manifestar certa admiração pelo Papa Francisco I:

O papa Francisco é uma personalidade que merece algum respeito nosso, por muitas atitudes em favor de uma Igreja mais moderna, uma Igreja de verdade, uma Igreja Católica de grande responsabilidade, e muitas vezes com intervenções sociais e públicas de grande valor. Como vai referendar uma coisa destas?”, disse Barroso.

O manifesto pede ao Papa Francisco que, se visitar Fátima, “se muna do açoite para expulsar os vendilhões do templo que é o que virou o santuário edificado no lugar das supostas aparições aos pastores, visitado por milhares de pessoas anualmente”, nas palavras do citado “El País”.

Enquanto os católicos comemoram o centenário da aparição de Fátima, o comunismo rememora a sanguinária revolução anticristã russa
Enquanto os católicos comemoram o centenário da aparição de Fátima,
o comunismo rememora a sanguinária revolução anticristã russa

O manifesto recomenda livros, em verdade difamatórios, sobre o que teria acontecido no sagrado lugar. Os títulos dos panfletos dizem tudo: “Fátima Nunca Mais” (1999) e “Fátima S/A” (2015), do padre Mário do Oliveira, um signatário do manifesto.

O desrespeito que marca o abaixo-assinado deblatera contra a época do “suposto milagre”, tida como viciada por “grande obscurantismo cultural e com evidente aproveitamento dessa rústica ignorância” por parte da Igreja.

“Não é preciso um grande esforço”, diz o texto, “para chegar a esta conclusão, nem grande erudição teológica para analisar o caso. A evidência do logro fica bem clara, bastando, no essencial, ler alguns documentos oficiais e alguns livros de pessoas – algumas assumidamente católicas – com autoridade na matéria [...] para concluir pela sua total inconsistência”.

O abaixo-assinado conclui que, “seguindo a postura de seriedade que vem adotando em seu pontificado, ‘o melhor serviço que o papa Francisco prestaria à verdade histórica, seria NÃO vir a Fátima, assim desmistificando o chamado ‘milagre dos pastorzinhos’, recusando colaborar com ele, ou dar-lhe seu aval’”, veiculou “El País”.

O colunista Juan Arias, do referido jornal espanhol, parece ter percebido a imprudência dessa iniciativa, e sugere uma posição “intermediária” da Igreja sobre Fátima para abafar os apelos de Nossa Senhora que mais enfurecem as forças da iniquidade.

Sem dissentir da iníqua proposta, o colunista recomenda que o centenário de Fátima fique em celebrações tipo “água com açúcar”, sem falar, ou tratando na surdina, de suas tremendas implicações.

O jornalista faz um paralelismo com Nossa Senhora Aparecida. Pergunta ele o que aconteceria se o Papa ou a CNBB declarassem que não foi descoberta por milagre e que não se deve acreditar nela em virtude de negócios que a Igreja teria feito nos últimos séculos explorando pecuniariamente a “crendice” dos fiéis.

Isso “soaria a sacrilégio” não só para os católicos, mas também para algumas camadas sociais, escreve Arias.

Com aval do cardeal de Aparecida, a Padroeira do Brasil vai ser humilhada
no contexto neo-pagão do carnaval. Foto: Gabriela Bilô, O Estado de S Paulo. “Fizemos o que o papa Francisco está pedindo”,
afirmou Sidnei França,o carnavalesco que projetou os carros e as fantasias.
Em La Salette, Nossa Senhora advertiu: “Os condutores do povo de Deus negligenciaram a oração e a penitência.
E o demônio obscureceu suas inteligências”.
Por isso, dá a entender que seria preferível deixar os devotos de Nossa Senhora navegar a gosto entre a “superstição” e a “fé popular”, considerada como “parte da cultura dos povos”, sem aprofundar os aspectos que mais irritam os infernos.

Em qualquer caso, quer prevaleça a proposta radicalmente anti-Fátima e anti-Aparecida – que julgamos inviável –, quer a proposta de diluir ou dispersar essas devoções num nevoeiro inconsistente, o golpe que se tentaria contra Nossa Senhora seria incomensurável.

O momento histórico é para ser levado muito a sério. Nossa Senhora se manifestou em Aparecida em 1717 e em Fátima em 1917.

O horizonte das crises que consomem a humanidade parece estar clamando que não há mais tempo a perder. Que é a hora de atendermos com lídima e ardorosa fidelidade ao apelo à penitência de Nossa Senhora em Fátima.

Hélas! Enquanto escrevo, lembro que o Senhor Cardeal de Aparecida teria aprovado que réplicas da imagem imensamente venerável de Nossa Senhora Aparecida fossem levadas por uma escola de samba durante os desfiles de Carnaval, em meio às explosões de hedonismo e deboche.

E que o Cardeal arcebispo de São Paulo foi falar do assunto no Vaticano e explicou pela Rádio Vaticano o acordo havido entre o arcebispado e os sambistas ofensivos.

Ele, informou ainda a imprensa paulista achou, "decente" o acontecido no sambódromo incluindo uma mulher que posou nua para revista pornográfica tristemente famosa e que desta vez foi sambando toda revestida com os atributos da padroeira do Brasil e mãe nossa.

Sim, num ambiente impregnado pela sensualidade que Nossa Senhora reprovou em Fátima como causa imediata de tremendos castigos que cairiam sobre os homens caso estes não se arrependessem !!!

Porém, seria levada segundo a fórmula anti-Nossa Senhora “intermediária” sugerida pelo jornalista espanhol: a escola de samba responsável do carro e do enredo evitaria os nudismos e outras formas escandalosas extremadas.

As outras escolas, o sambódromo, o público carnavalesco, etc., agiria segundo sua “cultura” radicalmente neo-pagã... 

O que dizer?

Se em 2017 vierem a acontecer desgraças inimagináveis sobre o Brasil, sobre o mundo ou, pior ainda, sobre a Igreja, deveremos nos lembrar dessas causas, que outrora também teriam parecido inimagináveis.


14 comentários:

  1. Isso é a luta entre Nossa Senhora e o dragão predita no Apocalipse e que se torna cada vez mais renhida. À medida em que avançamos nos tempos do Apocalipse, a luta entre a mulher e o dragão vai se tornando cada vez mais intensa.

    Alex

    ResponderExcluir
  2. Tem uma aparição mariana que tem-me chamado a atenção nos últimos dias. Trata-se de Nossa Senhora de Todos os Povos (Our Lady of All Nations). Os Franciscanos da Imaculada, no seu canal no Youtube, têm muitos vídeos sobre ela. Ontem eu achei em outro site, em italiano, um texto sobre essa aparição. Eu li o artigo usando o google tradutor. Achei o artigo interessante. Estou tentando ler mais sobre essa aparição. Ela parece ser bastante atual. Se possível, gostaria de divulgar o link desse texto.
    http://www.lalucedimaria.it/la-chiesa-di-roma-corre-il-pericolo-di-uno-scisma/

    Alex

    ResponderExcluir
  3. O demônio sabendo de sua derrota, está cada vez mais furioso. Precisamos estar sempre preparados.

    ResponderExcluir
  4. Muito oportuna a aproximação que Luis Dufaur faz do centenário do mal e do centenário do bem. É formativo para nós catolicos lembrar-mos dessa oposição entre o Bem e o Mal que a Escritura coloca: "porei inimizades entre a raça da Virgem de a raça da Serpente".
    Hoje, fala-se erradamente do "meu culpa" dos católicos em relação a Lutero (tambem 500 anos em 2017). E até do Vaticano nos vem ecos desse "mea culpa".
    "Mea culpa" precisa fazer os comunistas neste centenario da revolução bolchevista: aí estao os documentos historicos clamando por esse meu culpa: milhoes e milhoes na Russia, China e uns tantos milhares na Ilha de Cuba.
    Essa sim, deveria ser a posição do Vatincano e da ONU exigindo Nuremberg do comunismo. CostaMarques

    ResponderExcluir
  5. Quanto ao carnaval, nós não podemos fazer nada, além de rezar? Acho que deveríamos sabotar este carnaval em redes sociais para que ninguém vá, afinal de.contas o Rio já está tomado pelos bandidos armados pela rua. Vamos divulgar isso.

    ResponderExcluir
  6. Eunice Gonçalves Pagan24 de janeiro de 2017 13:35

    Deus seja louvado ! É por estarmos nos " Finais dos Tempos " que lamentavelmente estamos vendo essas coisas horríveis !
    Gostei desse texto esclarecedor e preocupante.sem dúvida..
    SALVE MARIA !

    ResponderExcluir
  7. Prezado Sr. Dufaur:
    A Virgem Santíssima prometeu aos pastorinhos, em 13 de maio de 1917 que "depois voltarei ainda aqui uma sétima vez". Esta sétima vez será a última, conforme revelações do Arcanjo Gabriel. Querem negar esse sublime acontecimento em Fátima, porem somente lá a Virgem desceu em corpo e alma glorificados. Permita-me lhe remeter dois panfletos, em anexo, sobre essa descida da Virgem em Fátima, e outro sobre o Seu Santo Rosário. Publiquei esses folhetos e se for de vosso interesse posso lhe remeter uns cinquenta exemplares de cada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oscar Bertoldo, pode me remeter esses folhetos pela internet? E nos autoriza a reproduzir com o devido reconhecimento de autoria? Precisamos nos unir, irmão. A luta vai ser árdua daqui em diante. Deus o abençoe.

      Excluir
  8. Prezado Luís, o senhor ficou sabendo desta notícia? Um grupo de católicos nos EUA está pedindo ao Presidente Donald Trump que inicie uma investigação sobre se a CIA, sob a Administração Obama, interferiu de alguma maneira na renúncia de Bento XVI e sobre a eleição de Francisco. Veja!
    A Vatican-Democratic Party Alliance? (Catholics Ask Trump Administration to Investigate)
    http://remnantnewspaper.com/web/index.php/articles/item/3001-did-vatican-attempt-to-influence-u-s-election-catholics-ask-trump-administration-to-investigate

    ResponderExcluir
  9. Olá, senhor Luís! Mantenho perfil em rede social... Como posso ajudar a evitar tamanho mal? Obrigada. Paz e bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O IPCO (Instituto Plínio Correia de Oliveira) está com uma página de protesto contra esse desfile. Quem quiser pode assinar o seu nome no referido protesto. Veja o link http://ipco.org.br/ipco/51985-2/?origem=banner#.WJ-l-_IXfsZ

      Excluir
  10. E parece que a cúpula do Vaticano quer ofuscar as aparições de Fátima e promover o protestantismo de Martinho Lutero com selo de comemoração e tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou com essa mesma impressão.

      Excluir
    2. Vejam! Parece que está surgindo uma onda de profanações à Nossa Senhora.

      Fantasia alusiva a Nossa Senhora e a Cristo Crucificado vence concurso de travestis no Carnaval das Canárias

      https://odogmadafe.wordpress.com/2017/02/28/fantasia-alusiva-a-nossa-senhora-e-a-cristo-crucificado-vence-no-carnaval-das-canarias/

      Excluir