quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

“2012”: Nossa Senhora anunciou que não vivemos no fim do mundo mas num preâmbulo do triunfo divino

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs









Nossa Senhora afastou a ideia do fim do mundo na nossa época

São também numerosas as advertências de Nossa Senhora para nosso mundo revolucionário e pecador que, se não fizer penitência, atrairá sobre si grandes calamidades.

Porém, em meio a estas calamidades corretivas, sua misericórdia converterá as almas ainda sensíveis ao apelo à penitência e as conduzirá ao Reino de Maria.


Em La Salette

A Santíssima Virgem foi muito explícita nesse sentido no Segredo de La Salette, comunicado em 1846 e publicado em 1858:
“Várias grandes cidades serão abaladas e tragadas por tremores de terra. Crer-se-á que tudo está perdido. (...)

“Jesus Cristo, por um ato de sua justiça e de sua grande misericórdia em relação aos justos, ordenará a seus anjos que deem morte a todos os seus inimigos.

“De repente, os perseguidores da Igreja de Jesus Cristo e todos os homens entregues ao pecado perecerão, e a Terra tornar-se-á como um deserto.

“Então será feita a paz, a reconciliação de Deus com os homens. Jesus Cristo será servido, adorado e glorificado.

“A caridade florescerá por toda parte. Os novos reis serão o braço direito da Santa Igreja, a qual será forte, humilde, piedosa, pobre, zelosa e imitadora das virtudes de Jesus Cristo.

“O Evangelho será pregado por toda parte e os homens farão grandes progressos na fé, porque haverá unidade entre os operários de Jesus Cristo e os homens viverão no temor de Deus”.



Em Fátima

No ano de 1917, em Fátima, Nossa Senhora voltou a falar neste sentido de um modo resumido, porém peremptório e definitivo:

“Se atenderem a meus pedidos, a Rússia se converterá e terão paz; se não, espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja; os bons serão martirizados, o Santo Padre terá muito que sofrer, várias nações serão aniquiladas; por fim, o meu Imaculado Coração triunfará.

“O Santo Padre consagrar-Me-á a Rússia, que se converterá, e será concedido ao mundo algum tempo de paz”.




Nenhum comentário:

Postar um comentário