sábado, 24 de março de 2018

Domingo de Ramos, ontem e hoje

Jesus entrando em Jerusalém, no Domingo de Ramos.
Jesus entrando em Jerusalém, no Domingo de Ramos.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs










Te aplaudiam, meu Senhor! Te aplaudimos também nós…

Te reconheciam rei de Israel, Hosana Filho de Davi!

Te reconhecemos também nós…

Estendiam suas capas e tapetes no chão em Teu passo.

Fizemos o mesmo também nós...

Agitavam ramos de oliveira e palmas em sinal de alegria!

Nos Domingos de Ramos, agitamos também nós...



Domingo de Ramos, procissão em Valladolid, Espanha.
Domingo de Ramos, procissão em Valladolid, Espanha.
Mas Vós olháveis com um ar manso e resignado...

Sabias, meu Senhor!, do que valiam esses louvores...

Vós olháveis a conjuração do Sinédrio, a Cruz no alto do Gólgota

Que fácil é bradar viva Jesus!

Sobre tudo quando não olhamos a Cruz!

Foi o que fizeram os que estavam Te vivando nas ruas de Jerusalém.

Quantos desses, pouco depois, pediam tua morte no pretório de Pilatos?

Quantos dormitavam, fingiam não ouvir, diziam que não sabiam, enquanto perto se cometia o pior crime da História contra a Santidade infinita?

Quem não Vos abandonou?

Nossa Senhora. Só Ela. E apoiadas nEla as santas mulheres.

São João foi o único Apóstolo que apareceu na última hora no topo do Calvário.

E foi porque era devoto de Nossa Senhora, como São Luis Grignon séculos depois ensinaria!

Minha Mãe, Vós sois meu amparo, salvai-me!

Não me deixeis cair na tentação da poltronice, do meio termo, do mais ou menos que tomou conta de Jerusalém.

Dai-me força, dai-me ânimo, dai-me coragem para imitar a Jesus na Cruz até o último de meus suspiros na terra.

Eu não posso. Vós, minha Mãe podeis. Vós sois a onipotência suplicante!

A co-redentora do gênero humano!






Vídeo: Procissão de Domingo de Ramos, Espanha





Nenhum comentário:

Postar um comentário