segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Após a aparição começa o calvário dos videntes

A aparição segundo uma gravura da época
Por vezes pode-se julgar que a vida de quem viu Nossa Senhora seja um Céu na Terra, despojada de lutas e provações.

No caso de Mélanie e Maximin, suas vidas foram cheias de manifestações de predileção divina, sem dúvida.

Mas também padeceram muito, perseguidos pelo ódio diabólico e pela atuação de associações anticatólicas revolucionárias.

É doloroso constatá-lo, igualmente por sacerdotes, bispos e até cardeais adeptos das ideias que confluiriam para o perturbador progressismo hodierno, as quais a Santíssima Virgem apontou como uma das causas da cólera de Deus.

Eis alguns exemplos. Em 1853 o Pe. C. J. Déléon, sacerdote em interdito, publicou sem autorização eclesiástica dois volumes atribuindo a aparição a uma montagem de uma piedosa senhorita, Constance Saint-Ferréol de Lamerlière, que teria ludibriado as crianças.

O mirabolante livro foi condenado pela Igreja, e Constance pediu à Justiça que seu nome fosse tirado do escrito. O pedido foi recusado sem explicações em todas as instâncias judiciárias. Por isso, para o Judiciário francês, La Salette foi uma fraude religiosa.




O Cardeal Luís de Bonald, primaz da França e líder liberal, chegou a escrever que a aparição fora uma falcatrua, porque visaria explorar comercialmente a água da fonte que começou a fluir ininterruptamente no local da aparição.

Tendo sido flagrado fornecendo à Santa Sé informações falsas sobre o caso, para dizer pouco, o Cardeal silenciou, mas suas insinuações e negações envenenaram o ambiente católico contra a aparição e os videntes.


2 comentários:

  1. Agradeço ao Rafael Rodrigues do site apologistas católicos, pelo excelente trabalho e esforço de sua refutação sobre o infame texto protestante de Julio Severo. [1]

    Queridos irmãos!

    Por seguir a ordem das Sagradas Escrituras (1º Coríntios 1, 10-13.17) e o Catecismo para a unidade* da nossa fé cristã, recomendei Julio Severo para o combate contra os inimigos da família criada por Deus para os senhores, mas devido ao último e lamentável episódio provocado por esse cidadão, agora recomendo nos apegarmos com os verdadeiros aliados na luta contra essa política do mal, devemos primeiro valorizar o que é da Casa, seguir os escritos dos nossos papas; dos santos; dos sacerdotes e leigos católicos de fé; dos institutos, organizações e sites católicos... E para quem acredita nas profecias da Nossa Senhora, como La Saletti, o fiel não é obrigado acreditar, mas eu, Luis Dufaur e Oswaldo de Paula Garcia acreditamos. [1]

    E os outros cristãos?

    Que sigam nosso exemplo!

    Na Paz de Cristo!

    Paulo Kelson Carneiro de Freitas, catequizando, Manaus, AM.

    * Para poder cumprir sua missão de ser “no mundo sinal e instrumento de união íntima com Deus e de unidade entre os homens” – acrescentou –, os cristãos devem fundar sua vida em quatro pilares: “a vida fundada na fé dos Apóstolos transmitida na viva Tradição da Igreja, a comunhão fraterna, a Eucaristia e a oração”. Conversão é o caminho da unidade, Papa Bento XVI:

    http://www.bibliacatolica.com.br/blog/santa-se/conversao-e-o-caminho-da-unidade-diz-papa/#.Ulx0PlMbylE


    [1] http://www.apologistascatolicos.com.br/index.php/apologetica/protestantismo/619-refutando-julio-severo-parte-i-a-mentira-sobre-a-proibicao-da-leitura-da-biblia

    [2] http://mentiras-evanglicas-e-outras.blogspot.com.br/2013/01/os-segredos-de-la-salette.html

    ResponderExcluir
  2. Mas apesar da forças das trevas tentar encobrir as profecias de (La Salette), ela vem se cumprindo desde o fim dos Estados Pontifícios.

    ResponderExcluir