segunda-feira, 2 de julho de 2012

Santa Hildegarda profetizou uma revolta universal
na Igreja e na sociedade

Santa Hildegarda profetizou uma revolta universal na Igreja e na sociedade
Santa Hildegarda profetizou uma revolta universal na Igreja e na sociedade
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs







Prossegue a profecia de Santa Hildegarda:

“As próprias montanhas, que são os Prelados, em lugar de elevarem continuamente a comunicações íntimas com Deus, a fim de cada vez mais se transformarem na luz do mundo, descuidam-se e obscurecem-se. Daí a sombra e a perturbação que reina nas ordens superiores.

“E porque vós, grande Pastor e Vigário de Cristo, deveis buscar luz para as montanhas e conter os vales, dai preceitos aos senhores e disciplinas aos súditos.

“O Soberano Juiz recomenda-vos que condenais e repilais de junto de vós os tiranos importunos e ímpios, no temor de que, para vossa grande confusão, eles se imiscuam na vossa sociedade, mas sede compassivo com as desgraças públicas e particulares, pois Deus não desdenha as chagas e as dores daqueles que O temem.


“A santa abadessa fazia predições e dava conselhos semelhantes aos bispos e aos barões que de toda parte lhe escreviam e a consultavam.

“Entre as mulheres, o mesmo que São Bernardo foi entre os homens, teve inúmeras revelações sobre as obras de Deus, desde a criação do mundo até a derrota do anti-Cristo.

“Morreu no dia 17 de setembro de 1199, na noite de domingo para segunda-feira, com a idade de 80 anos. A Igreja festeja a santa no dia de sua morte.”

Como foi acolhida a profecia

Abadia de Santa Hildegarda em Bingen, Alemanha
Abadia de Santa Hildegarda em Bingen, Alemanha
Santa Hildegarda teve visões extraordinárias e uma assistência contínua do Espírito Santo. No caso citado, a notícia de um milagre dela chegou ao Arcebispo.

O Arcebispo procedeu a um inquérito que deu conclusões interessantes, e ele deu tanta importância às visões e revelações da Santa, que ele quis que o Papa tomasse conhecimento.

Ninguém é obrigado a crer em visões, mas ninguém pode ter os olhos fechados para a verdade conhecida como tal.

E, se uma visão prova ser verdadeira, a gente deve aceitar em virtude de um dever de propriedade intelectual, de honestidade.

Por isto, apuradas as provas, o Arcebispo encaminhou o relatório ao Papa. E o Papa não achava que visão ou revelação é bobagem, e só o que serve é a Sagrada Escritura.

Ele compreende que Deus tem o direito de falar aos homens e de escolher os homens que queira para isto, e até uma freira pode ser porta-voz de Deus.

Examinados os fatos e as provas, crê. Se não há provas, duvida. Ou se a coisa é provavelmente falsa, contesta. Esta é a ordem da razão.

Nós assistimos, então, a essa cena encantadora: uma notícia chega até o Papa que está reunido com seus cardeais e outras pessoas notáveis. O próprio Papa toma o trabalho de ler o relato para os cardeais e para os presentes.


Papel de São Bernardo

Está presente o grande São Bernardo, herói da ortodoxia, perseguidor implacável do degradado Abelardo e de sua censurável Heloísa, pregador das Cruzadas, que deu os estatutos para a Ordem do Templo, grande doutor e cantor de Nossa Senhora.

São Bernardo de Claraval, abade
São Bernardo de Claraval, abade
São Bernardo de repente se levanta, naquele círculo magnífico de um Papa sentado no seu trono, e com cardeais sentados em poltronas com dossel, ergue sua voz máscula, sonora, de grande orador sacro, e faz o elogio de uma santa. São Bernardo faz elogio de Santa Hildegarda.

Ele a conheceu e com a experiência que tem das vias espirituais, ele sabe dizer que é uma freira verdadeiramente virtuosa, a quem ele escreveu uma carta incitando-a à perseverança.

O critério de São Bernardo era de que todo homem é falível, é fraco, e enquanto não morre ele tem o perigo de perder a própria alma. Quando a pessoa vai mal, escreve a ela para mudar de caminho e andar bem. Quando a pessoa vai bem e até otimamente, primeiro se admira e dá graças a Nossa Senhora; e depois pede que Nossa Senhora a ajude!

São Bernardo diante desta freira, personalidade profética, admirável, inundada de graças, fazendo milagres a todo momento, pensa: “Está tão bom que é capaz de ir mal!” E escreve uma carta: “Olhe, persevere direito!”

Então, Santa Hildegarda é glorificada pelo todo-poderoso Papa que publica um ato manifestando à Igreja de Deus essa grande maravilha que Deus lhe faz.

(Fonte: Plinio Corrêa de Oliveira, 16.9.66. Sem revisão do autor)




Um comentário:

  1. O Espírito Santo falou por meio de Santa Hildegarda anunciando acontecimentos futuros dos quais somos testemunhas nestes tempos difíceis pelos quais estamos passando hoje. Nos revela, por meio dela, o significado da palavra "montanhas", que encontramos nos Salmos e outras partes da Sagrada Escritura. As "montanhas" são os Prelados, e a missão deles é a de conduzir seus filhos à uma relação de intimidade com Deus.
    Santa Hildegarda, rogai pelos Bispos e pelos Presbíteros, a fim de que eles não sejam inibidores da espiritualidade, mas fontes de água viva nas quais os fiéis possam matar sua sede do amor de Deus. Amém.
    Não existe coisa mais difícil hoje, infelizmente, que falar sobre Deus com os ...., uma certa mentalidade gerou um clima de indiscrição sobre tudo o que se relaciona com Deus, muitos fazem do tema Deus e espiritualidade um assunto indiscreto e com isso criam uma forte inibição.
    Que Deus não seja mais proibido pela inibição dos que deveriam criar um clima de total desinibição....
    Semeia-se o respeito humano em nome de uma falsa discrição que não, de modo algum, humilde, senão uma grande falta de caridade.
    Muitos transformam a espiritualidade em indiscrição, pelo juízo descaritativo que fazem das pessoas que tem fome e sede de amor de Deus, muitos tem mais vergonha de procurar uma direção espiritual do que confessar seus pecados mais vergonhosos.
    In Iesu.

    ResponderExcluir