quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Mais almas santas devotas de La Salette

Leão Papin-Dupont (1797-1876) conhecido como “o santo homem de Tours”
Leão Papin-Dupont (1797-1876) conhecido como “o santo homem de Tours”
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Leão Papin-Dupont (1797-1876), aristocrata francês conhecido como “o santo homem de Tours”, promoveu na França cruzadas de reparação das blasfêmias. Entre elas figura a construção da basílica que custodia o túmulo do padroeiro do país, São Martinho de Tours.

A antiga basílica fora devastada pelos protestantes, depois a Revolução Francesa a demoliu e fez passar uma rua por cima do túmulo do padroeiro nacional, para garantir que seria esquecido definitivamente.

A Sagrada Congregação para a Causa dos Santos proclamou a heroicidade das virtudes do Venerável Leão Dupont em 21-3-1983. No decreto, a aparição de La Salette figura como um dos acontecimentos que levaram o Venerável Leão Dupont a crescer em virtude e se engajar no apostolado.

Assim que soube da aparição, o venerável instou o pároco de Corps a lhe enviar mais e mais notícias dela.

“Nossa misericordiosa mãe – escreveu ele – apresentou-se. Ai de nos! Ela encontrará corações mais duros que a pedra de La Salette. É o que se precisa temer, quando se conhece onde está o século. Mas é necessário estar certo, ao mesmo tempo, de que grande número de almas vai re-encontrar a luz”.

O Venerável Dupont peregrinou a La Salette e voltou tocadíssimo pelo espetáculo de piedade que ali viu.

“Tudo isto é positivo – escreveu a um caro amigo -- e dá margem para pensar que, num porvir muito próximo, será dado um grande golpe contra a impiedade”.

Ele promoveu a criação da Arquiconfraria Reparadora da Blasfêmia e da Profanação do Domingo, canonicamente erigida na diocese de Langres. A associação visava especialmente reparar a Santa Face de Nosso Senhor Jesus Cristo ultrajada, e tirava a inspiração em La Salette.

O Beato Pio IX quis se inscrever ele próprio na arquiconfraria, estimulando sua rápida expansão. Ela chegou a existir em 68 dioceses. Toda a família de Santa Teresinha do Menino Jesus ingressou nela.

Mais santos e beatos

São quase incontáveis os santos, beatos e almas virtuosas que peregrinaram a La Salette ou foram seus devotos.

Entre eles podemos mencionar: São Luís Orione (don Orione) (1872-1940); São Leonardo Murialdo (1828-1900); São Daniel Comboni (1831-1881); Santa Madalena Sofia Barat (1776-1865); Santa Maria Eufrásia Pelletier (1796-1868); Santa Emilia de Rodat (1787-1852); Beato Jacobo Cusmano (1834-1888); Beato Antônio Maria Chevrier (1826-1879); Beato Francisco Spinelli (1853-1913); Beato Eduardo José Rosaz (1830-1903).

Nenhum comentário:

Postar um comentário